Spinner Carregando...

notícias

29/10/2014

SAÚDE: Motivos para incorporar o fio dental em sua escovação diária

  • Foto: Reprodução

A Rio Ave Corporate sempre se preocupou com a saúde bucal das pessoas. Em especial de crianças e adolescentes do Espaço Amigável, instituição que cuida do público infanto-juvenil que reside, principalmente, na periferia do bairro dos Coelhos, zona metropolitana do Recife. O Uso do fio dental é sempre bem recomendado para uma boa escovação e higiene bucal não só para as crianças que fazem parte desse projeto, patrocinado pela Rio Ave e ACTA Administração especializada, mas também para todos, como indicam os especialistas.

A Especialista em Higiene Bucal de Brighton na Inglaterra, Christina Chatfield, aponta que apenas 5% da população utiliza o fio dental corretamente, o que poderia evitar riscos como: Cárie, inflamações sérias na gengiva e até problemas cardíacos. Para evitar esses males é importante uma escovação apropriada e, claro, nunca deixar de usar o fio higiênico para limpar os resquícios de condimentos que sempre ficam na boca, principalmente depois das refeições.

O Preço pago para quem não usa regularmente o fio dental pode ser alto, segundo pesquisa da Universidade de Wittenberg na Alemanha. Segundo a pesquisa, realizada com 942 pessoas de alto risco cardíaco, constatou-se que os indivíduos que faziam uso rotineiro da fita enfrentavam uma probabilidade menor de sofrer um colapso no peito. O que uma coisa tem a ver com a outra? A doença periodontal, assim como as demais infecções, é caracterizada por um processo inflamatório que contribui para a ruptura das placas nas artérias e um consequente infarto, explica o cardiologista Luiz Antonio Cesar, do Instituto do Coração (InCor), em São Paulo.

Além do coração, as bactérias causadas pela falta de cuidado na hora da dentição, podem: serem inaladas pelos pulmões e dificultar a respiração; provocar percas na arcádia dentária devido às cáries; Pré-dispor o corpo à câncer; Infectar, através de bactérias, os vasos sanguíneos da gestante e tornar o parto prematuro; Provocar Alzheimer e influenciar negativamente na integridade do cérebro; Causar Diabetes por meio de micróbios da gengiva e garantir um hálito bem mais saudável.